Blog Section

LIPOASPIRAÇÃO NÃO É PASSE LIVRE PARA O BUFÊ

A lipoaspiração surgiu na década de 1960, nos Estados Unidos, mas se popularizou globalmente nos últimos 20 anos. E isso se deu pelo aprimoramento da técnica e desenvolvimento de novas tecnologias que permitem um procedimento mais eficaz, ágil e menos traumático. E por ser uma maneira rápida de remover gorduras localizadas, muitos pacientes acreditam que a lipoaspiração substitui outras maneiras para manter a silhueta em dia com a fita métrica.

Remodelagem
No entanto, o que muita gente não sabe é que a lipoaspiração não é uma solução para controle de obesidade. Na verdade, a técnica é adotada para remodelar partes do corpo que apresentam acúmulo excessivo de gordura. Mas não basta apenas espetar o tubo de sucção e em minutos tudo está resolvido. Antes do procedimento, é necessário uma avaliação para mensurar o nível de flacidez e elasticidade da pele. Em muitos casos é preciso recorrer a uma cirurgia plástica para remoção do excesso de pele. Só assim é possível garantir os resultados almejados.

Práticas saudáveis
Mesmo assim, todo esse esforço, mesmo que dure apenas algumas horas sobre a mesa cirúrgica, não exime o paciente de adotar medidas mais saudáveis em seu cotidiano. Como já foi dito, a lipoaspiração não é um tratamento instantâneo contra o sobrepeso. Para manter o controle do percentual de gordura no corpo, cada paciente precisa ter a consciência de que é preciso praticar atividades físicas regulares e manter uma alimentação equilibrada. Seguindo essas recomendações, o paciente certamente exibirá belas curvas por muito tempo.