Blog Section

Após a lipoaspiração

– Siga as orientações profissionais

Depois de feita a lipoaspiração, não é só correr para o espelho para conferir o resultado. Antes de poder exibir as desejadas curvas, é preciso ter cuidados pelo menos nos 30 dias após a cirurgia.

O médico deverá recomendar o uso de uma cinta compressora, que tem o objetivo de modelar o corpo e reduzir os edemas. Apesar de ser um pouco incômoda, é comum ter que usá-la por no mínimo um mês, tirando a peça apenas para tomar banho.

Há ainda cuidados que envolvem pontos, curativos, repouso, exposição ao sol, prática de atividades físicas e atenção à alimentação. Essas recomendações variam de acordo com o profissional e com a evolução do paciente, já que algumas pessoas têm mais facilidade com a cicatrização. Porém, uma coisa é certa: vai demorar um pouco até você poder voltar à rotina normal.

– Invista na drenagem linfática

Uma das recomendações feitas por todo médico é que a paciente faça algumas sessões de drenagem linfática para acelerar a recuperação. O tratamento ameniza certas agressões causadas pela cirurgia, evitando a dor e auxiliando nas atividades do dia a dia no pós-operatório.

É preciso fazer no mínimo 10 sessões, sendo indicadas três vezes por semana, com duração média de uma hora. Dependendo da resposta do organismo, pode ser preciso fazer mais algumas para a completa recuperação.

Vale destacar também que a drenagem não precisa ser feita apenas depois da cirurgia, o tratamento também é importante no pré-operatório, pois ele prepara o tecido para a cirurgia auxiliando na remoção das toxinas.

Porém, o mais comum é que as sessões comecem a ser feitas apenas 48 horas após a lipoaspiração.

-Tratamentos estéticos que podem ajudar

Na fase inflamatória é possível acelerar a recuperação apostando em outras técnicas além da drenagem. O uso do ultrassom na fase inflamatória é recomendada, pois ele melhora a circulação sanguínea e linfática, a nutrição celular e a reabsorção de hematomas. Dependendo do tempo em que foi realizada a cirurgia, é possível fazer uma esfoliação para remoção de células mortas, pois ajuda na melhora do tecido, facilitando a hidratação e estimulando a renovação celular.

Mas fique atenta: apesar de os benefícios do ultrassom na cicatrização já terem sido comprovados por estudos, a liberação para que o tratamento seja usado deverá ser feita pelo cirurgião.

– Não descuide dos hábitos saudáveis

Depois de se cuidar no período pós-operatório, é hora de desfrutar das novas curvas. Porém, para manter a forma, é preciso continuar a ter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos para não brigar com a fita métrica de novo.

Conforme ensina o médico Eduardo de Oliveira, a receita para manter a forma é simples (pelo menos em teoria): reeducação alimentar acompanhada de malhação moderada, principalmente aeróbica.

Vale ressaltar que apenas a cirurgia não garante o corpo dos sonhos. É necessário constantemente trabalhar a musculatura e evitar alimentos gordurosos no cardápio para evitar que a camada adiposa, ou os temidos pneuzinhos, se formem novamente.